Statu Quo

by Damani Van Dunem

supported by
/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $5 USD

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
15.
16.

about

Damani Van Dunem´s Sophomore album Is a "Name Your Price" material. Written and Recorded in September of 2011 @ Black on Black Studio.
Mixed and Mastered by Celso Morais
Artwork by Sofia Belchior
Swahili @All rights reserved
Originally released on 12/24/11 now remastered

credits

released December 24, 2011

1- Hello
Beat: J-Cool

2- Dá-me Money
Beat: Gringo

3- Celebra A Vida
Beat: Gringo
Plus: Rahiz

4- Aghatussi
Beat: Rahiz

5- Bolo Rei
Beat & Plus: Rahiz

6- Ma Trip (Portugália)
Beat: Ell Puto

7- Dronner
Beat: Gringo
Plus: Truth + Hernani da Silva + Nessa +NRA + Verbal & Rahiz

8- Aki Na Banda
Beat: Rahiz

9- Fashionista
Beat: Ell Puto

10- Afri Can
Beat: J-Cool

11- Make U Mine
Beat: Rahiz
Plus: Samp

12 - Acto II
Beat: Rahiz

13- Bom Dia (Uma Tarde Em Paz parte II)
Beat: Gringo
Plus: Muzila

14 - Falam, Falam
Beat & Plus: Rahiz

15 - Iluminado
Beat & Plus: Rahiz

16 - O Meu Belo Guia
Beat: Gringo

tags

license

all rights reserved

about

Damani Van Dunem Luanda, Angola

Depois dos bem recebidos " Mutatis Mutandis " e "Statu Quo", esperam-nos ainda em 2017 o "#BluRaySeasonEP" e o eterno "Blu-Ray".

contact / help

Contact Damani Van Dunem

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: Hello [Prod J-Cool]
VERSE 1

O que são 1 mic, 1 palco e 1 mc/
serão a voz do povo? Não me parece, wi/
È que temos prioridade trocada
quem pode não faz e o que tenho é porque mereci/
Eles dizem que morte vem aos 3
já matei 2, digam-me onde pára o chefe/
(Hello) o brada diz ter mais rodagem
mas em disputa com o Damz não tragas essa BMX/
E pra me apanhares só se fores meu co-piloto/
menos de 3 segundos do 0 aos 100, em ponto morto!/
I´ma such a beautiful liar/
mesmo com a perna curta a mentira me fica bem/


Refrão:

Tou de volta e como sempre o Statu Quo
é que dita como escrevo e eu sou pra sempre Hip-Hop(Hello)
Sem qualquer esforço dou um bocado de mim
partilho um pouco mas não tentes roubar
Fica esperto, Hello(hello) Hello(hello) Hello(hello) Hello(hello)
Han, eu já disse que como sempre é o Statu Quo
que dita como faço o Hip-Hop, so let´s roll


VERSE 2

O rap é uma metáfora pra mambos bem maiores tipo/
se falasse Política e dissesse Sonangol/
se escrevesse Corrupção e apontasse bué de nomes mas/
como é metáfora não me vou meter em probs/
I wish a Good year e não me refiro a pneus/
é doutros mambos que se apanhaste és dos meus/
Its something i can relate to/
e como tenho vertigens, não olho pra baixo quando chillo com Deus/
Embora sonhe tenho sempre o pé no chão
e com a carapinha em cima tenho o meu ponto de visão(ou vista)/
é que confio desconfiando
a luz ao fundo do túnel pode bem ser um carro(hello)/

Refrão


Bridge:

Sou a voz de quem fala a verdade e falo sempre pra quem quer a verdade, sou tudo isso (Hello)/
mesmo quando faço anthems, faço pra que dancem mas parem e pensem/
Sou a voz de quem fala a verdade e falo sempre pra quem quer a verdade, sou tudo isso (Hello)
Rap por fazer não tem ciência, não faço rimas, eu faço statements/

Refrão
Track Name: Dá-me Money [Prod Gringo]
Singing:

Adoro o teu jeito de andar, quando te vejo passar eu esboço um sorriso mas tu não me dás bola/
Talvez gostes de te armar ou então não te mereça mas eu quero que tu sejas minha (minha)/

Refrão:

Can we kick it and be together
I was thinking on money
Can you kick it with me forever
I was thinking on money


Verse 1

Lá cedeste aos joguinhos, pouco a pouco foste abrindo o sorriso (yeah)/
Até te tive no bolso sim, mas promíscua como és tavas no dos outros também/
Ias chegando pertinho, dias mais, dias menos, mas o quê que queres??!/
e eu caidinho, queria compromisso mas tu NAAAAO/
Quanto mais eu tento estar contigo mais tu te afastas de mim/
quanto mais eu tento estar contigo é assim/
Quanto mais eu tento estar contigo mais tu te afastas de mim/
Vou insistir porque eu preciso de ti/


Refrão

Verse 2

Comecei por te dar crédito e agora não me passas cartão/
ensina-me só a soletrar ingratidão, que és boa nisso/
(Han)Sim safaste em muitas horas de aperto, o que é suposto quando pede-se a mão mas fora isso...
São contas do cubico, compras po cubico, mambos que eram pra tu fazeres, que exigem guito/
E agora que se sabe o quão má coroa és é que mostras essa cara pro Damz? Nem visto!/
È que nem tou aqui a fazer filmes/
mas se calhar o melhor é mesmo eu aceitar isso, finito./
A massa cuia mas não é o mais importante/
porque hoje em dia até Gringos já pagam em meticais/
Mas o lema vai ser pôr a mão na massa porque parar é morrer e o boy Damani é Hustla/
Não tou aqui a falar de dama já que é óbvio que o meu único problema é money, é massa/

Refrão



Dá-me money (x7)
Track Name: Celebra A Vida [Feat Rahiz, Prod Gringo]
Verse 1

Tás muito ocupado? Então deixa-me lembrar-te da história/
deixa-me levar-te ao passado e depois mostrar-te performance/
E se eu disser que foi top 10 nesta merda/
não creio que hajam muitos que se oponham/
Meia dúzia de africanos no rap do norte e/
organizaram-se, vingaram, o nome AfroClick/
Quando digo norte refiro-me à tuga/
dificil atracar num Porto sem Padrinhos à altura/
Mas Com um poder Supremo o G instalou-se no Porto/
enquanto uns davam tempo ele punha o Hip-Hop no bolso/
A semente foi plantada numa altura Crewcial yah/
o escurinho conseguiu impôr-se no topo/
Exaltaste sempre o rap como arte popular/
e isso ninguém te pode negar/
È que nem os putos que não tiveram à volta da fogueira/
têm mãos por onde te pegar (mas eles pegam)/
They wanted dope and you provided/
you´re the dope boy now and they wanna fight it/
O pai constrói a casa e os filhos poem-no na rua/
esses são filhos da mãe e eu não comento cenas burras/
e tu mantém-te cá na luta, and u scared us my nucca/
deixa odiarem, esse mambo não tem catapulta/
Já mostraste que és poeta sonhador/
e agora tamos a caminho da lua/


Refrão:

Celebra a vida, a vida são 2 dias mas tu já vais lançado, bem lançado no terceiro
E num segundo esqueces-te da vida e a vida te ultrapassa quando estavas em primeiro
Celebra a vida, a vida são 2 dias mas tu já vais lançado, bem lançado no terceiro
se é lebre a vida, faz como a tartaruga, devagar, devagarinho ruma a caminho da lua

Verse 2

Será a morte o fim ou um novo amanhecer?/
Celebra a vida agora não esperes anoitecer/
Mando-te um peace pela fam toda/
e a tua real blood fam tá à espera cá em Angola/
pega o bilhete e then spread your wings/
é um mundo de oportunidades, viagem não acaba aqui/
Sei que não pensaste no que ias fazer/
por vezes a vida dá-nos brancas que só vêm pra nos foder/
Mas Deus tem um plano and he stucked with it/
tu chamas milagre, im just glad that ur breathing/
Mas pode ser a tua última chance/
então pega-a com unhas e dentes, um gajo tá aqui do lado/
Lúcifer vem, tens o corpo fechado/
se estiveres com Deus não importa o outro lado/
Agora toca a fazer música/
teus fãs estão à espera do álbum ainda este ano/


Refrão

Bridge

Celso OPP

Mano a vida é só 2 dias, aproveita bem
pois a vida é só tua e de mais ninguém
Não a deixes escapar porque não há lugar pra mais
esta vida é só tua (celebra a vida)


Refrão
Track Name: Aghatussi [Prod Rahiz]
VERSE 1

(I got to see) ainda neste tempo de vida/
mais tecto prós demais, mais verde pra esperar
sempre o melhor do Mundo e como quero ter putos
shii, só me resta dar a atenção devida/
Amá-los como é suposto, como um bom pai/
e não é por ser bom tio, o que também é bom pah/
Mas pra isso é necessário
ganharmos consciência e começarmos a criar as condições já/
Como sabemos é de pequeno que se torce o pepino/
então bora lá incutir os valores aos meninos/
porque a criança é especial/
como é possivel mudar tanto e tornar-se um adulto mesquinho (i mean)/


Refrão:

(I got to see) Cada um a fazer a sua parte
eu faço, tu fazes, p´um mundo melhor (hey)
Um mundo

VERSE 2

(I got to see) o livro e a crença em sintonia/
Africa a sair da periferia/
porque querendo ou não
muito que o Mundo faz hoje é reciclar o que os afros já faziam/
Falo do Egipto e do Império Songhay/
do Reino do Congo e bué d´outros mais/
no más, e como o mundo é bem maior que a tua casa de banho
puxa o autoclismo com mais força/
Aprende com a diferença, respeita a referência/
e se for boa aceita a influência/
que até um sorriso em Beja
aquece um coração em Luanda e nem é preciso que se conheçam/
Sê feliz, o dinheiro é só bónus/
é assim que vais ver que o valor não é o preço/
E ser Swahili acarreta esse ónus/
é o amor que te dou, o resto são adereços/
Nem penses em desistir, se quiseres dou kiswahili/
tuguês não vai, então maisha ni salihi/
e quando sentires que já não solução/
lembra só que há sempre alguém pior e com arma na mão/
Não é um disCurso afrocêntrico, é na verdade autêntico
e eu só tou a dar a nha verdade/
Mas ouve, és tu o gé-nio, e só com poder é que tu
vais mudar o rumo da Humanidade, and I got to see/


Refrão

Outro:

O que plantares hoje terás que colher cá
porque pra cada ação tua há consequência x2

Refrão
Track Name: Ma Trip (Portugália) [Prod Ell Puto]
Verse 1

Tou de volta à Portugália
same shit com o desemprego
há 8 anos quando cheguei não era assim Portugal, ya
Nha geração à rasca ( um momento de silêncio )
pras familias que tão a passar mal cá
No passado eram bocas tipo " preto vai pra tua terra"
agora são eles que tão na minha terra.
Politiquices à parte (pois há outras cenas)
tinha saudades da francesinha e da melhor cerveja.

Refrão

Wave wave wave é o Damani de volta man
Wave São 8 anos na tuga, 4 anos de rua e outros 4 de escola
Wave wave wave é o Damani de volta man
wave wave vim estudar e bazei, so a´body come on


Verse 2

Rap game, fake game/
Hip-Hop tuga é o que é, mayne/
Tirando o escárnio e mal-dizer não me deu neps, mayne/
Mas ok admito que me deu gozo/
o gajo é uma tipa que não dança e mexe bem o coiso/
È o cubico de dogmas e fixismos/
de Che Guevaras à coca de patrocínios/
E pra que entendas a cena (qual é a dica,hommie?)/
mentalidade é o problema/


Refrão


Bridge

Good dude Nhamposse, ele tá em Moz now/
Aprontámos demais, não têm noção/
Faziamos battle de roupa no cubico/
e no fim quem ganhava era o estilo, ele tá em Mozz Now/
DH, meus brothas só fazem classics/
e sem olharmos pros outros, we run this rap shit/
e agora olhando, nunca olho pros outros,
apenas faço o meu mambo, Damani classics/

Verse 3

Swahili tá na casa, OPP tá na casa/
africano tem família alargada./
NRA ainda zomba com o vosso rap tuga/
e não descartem um feat com o vosso rei Unas./
Escrevo pra mim, escrevo pra outros/
quando idolatras MR U só me tás a dar pontos, ok?/
Tem cuidado quando falares do Damz bro/
meu nome tá protegido, direitos de autor./


Bridge

O Jimmy brincou à roleta russa/
e quase rumou a caminho da lua/
o Ahzazel conformou-se, a sua cena não é rap, agora pode ser o DJ da turma/
DK he ain´t even rapping/
he got mad skillz, what up with that kid?/
E no fim valeu a pena, é que 5 ou 6 sons depois só tenho classics/

Refrão
Track Name: Dronner [Feat Uhuru The Prince, Hernâni, Nessa, NRA, Verbal & Rahiz; Prod Gringo]
Damani Van Dunem:

Tou nesta merda tipo um bisonte, yeah im gonna kill ´em/
quando pensares entrar neste comboio nigga we gone/
Sofro de liricose no minimo/
e isto é só uma mini dose, yeah i know im killin you, eu killo crews/
Todos são under e tá o rap game a sete palmos/
wack game de dez gajos, não quero neps com esses manos/
Todos são Indie, tá na moda ser diferente/
E eu sou o único igual mas a mim mesmo/
Não mando love a rappers e é só de abuso/
é que sou desproporcional, sou bué cabeçudo/
Interesseiros querem saber se o money há/
eu tou em primeiro e sei que há, sou o Damani, ya?/
Inspirei muita gente, não me façam aqui dizer os nomes/
tive um single que papou de tudo e querem que tenha fome?/
São imaturos nesse mambo nem vos censuro/
querem que faça rap duro, batam lá vocês o pungo./

Refrão:

Celso OPP

Tu só tás no game porque sabes que the money há
sei que tás no game for the love for the money cá
mas a team é real e não faz pelo money cá
pelo money ya, pelo money ya

Truth:

This ain't your regular comercial, as a matter of a fact, this is not comercial at all/
the beat just went soft, but I keep spitting it on, for niggas keeping it raw/
ya niggas just lost it all, so I gotto keep it all under my balls/
truth is the boss, truth is the cause for all that noise, against all odds to stop that floss/
ya niggas princesses turned into frogs/
being waiting for the kiss only too long, the curse will never be gone/
word is bond jovi brought the rock, michiel the pop, I brought you the clock so you know what time it is(x3)

Refrão

Hernani:

Man, eu e o Damani somos hot boys, boys tão quentes/
e te superamos 2, 3, Gpro vezes, entendeste?
Ya, nigga, somos hots/
ainda queres beef ou te assutei e saciaste?/
It´s Hernani da Silva, rappar pra mim é fácil/
porque tenho brain ágil, talento versátil/
and i feel que i´m a writin´legend/
e niggaz são médicos, despacham quando escrevem/
Yeah, uso bem os tons/
Ya, e tu só tens eu, tu, ele, nós, eles, ya não tens voz/
mas eu também não mas uso T-Pain/
e se não tenho vocação, tenho vocoder, vocoder (yezur)/

Refrão

Nessa:

Vinte e quatro sobre sete/
Sou esqueleto que compete/
Esquilo peso pluma phat/
Não me toques não sou trompete/
Quantos kilos gramas num set?/
Tenho um X-Acto que risca quem comigo se mete!/
Não arrisques, não pises o risco, não corras o risco/
Em terra de tubarões não morras por ser isco/
Porque eu enterro barões armados em ariscos/
Se querias rimar como é que não pensaste nisso?/
Não sou vilã mas não sou fácil/
E nem sou fã da tua cara ágil/
Por isso fuck, hipocrisia frágil/
Se não me digeriste, não és rapper, es réptil/

Refrão



NRA:

Bro, tou a viver à grande com o plasma a jogar PES/
sentado na poltrona com mais luxo que o Gonzalez/
deves bater mal, és mau batedor/
eu sou mau, movido a terror/
E não queiras entrar neste filme ou o raio que ta parta/
dou-te um selo e nem queres mandar carta/
boy, chama os CTT/
porque Caralho, Tás Tramado, só com 2 selos é que isso pode ser enviado/
E chama o senhor para se assinar o papel/
NRA sempre pronto pra assassinar papel/
Não se assustem, não sou pessoa violenta/
que a única vez que bato é pra bater a.../

Refrão


Verbal:

Trago rap amplificado, minha boca é um megafone/
rappers são decepticons, eu sou Megatron/
transformer enquanto tu transformista/
eu transformo o top 3 da tua lista/
i got my mind made up like Methical/
puxo o teu esqueleto pela coluna cervical/
Meu flow tranca duro tipo um pitbull/
quando me vires torce o nariz cause im the shit fool/
Não posso ser o rei, o meu rap é marginal/
mas rimo dentro da lei, o resto é so imaginar/
Eu sei que isso está bom mas calma estas a arranhar bitch/
lirico homicídio tipo eu t'atirei da marquise/


Refrão
Track Name: Aki Na Banda [Prod Rahiz]
VERSE 1

Sê bem-vindo a pura Banda do kilape e comissão/
aqui dormes com promessas e acordas com jajão./
È a minha banda onde os Homens medem-se aos palmos/
mais centimetros melhor, é a lei do mais macho./
País da cunha, dos Santos e Pecadores/
não tens nada só pra ti tens que dar também ao Senhor./
Se não tiveres mais que uma dama vão encontrar-te problemas/
bradas não poem camisa porque dizem que o sol queima/
Que paradoxo, é suposto o sol queimar/
mas se não usarem protector vão ter mais com que se preocupar/
Não há hipótese, a mudança não entra bem/
analfabetos que aqui o alfabeto é só até a letra M/
Mulheres com namorados, sim eu boto um S nisso/
como o corno já tá manso dão o jogo por vencido/
Ele trai, ela trai também/
casamento por conveniência não é pra ti que tens filhos/
Aqui na banda a outra tem música
e como bate a casada dança conforme a música/
e não é a outra, são outras/
que fazem questão de mostrá-la que jamais será a única/


VERSE 2


Angola quer saber onde anda o seu dinheiro
o angolano diz que tá a ser lavado no estrangeiro/
È muita lata o que se passa aqui/
não é o estranho a roubar, é o teu irmão mais velho/
È uma questão de semântica ou não tou a acompanhar/
desde quando é que furto é sinónimo de trabalhar?(Han?)/
Os Homens passam, Instituições ficam/
claramente é uma máxima que em Angola não se aplica/
Aqui há angolano e há mangolé/
angolano vive pros outros, o mangolé não quer saber/
O povo bebe e dança pra esquecer os problemas/
sexta é o dito dia que o Homem entra em cena/
A Mulher também mas isso era de imaginar/
por que carga de água ficaria em casa a Jiboiar, han?/
Carros de luxo já não têm exclusividade/
é a alta cilindrada que desfila pela cidade/
Restaurantes de 5 estrelas, bolsos de 5 estrelas/
5 têm dinheiro e o resto pobreza/
Alguns makongos da cidade de Luanda/
é preciso ter coragem p viveres aqui na banda/
Track Name: Afri Can [Prod J-Cool]
Verse 1

Nem o ouro, nem petróleo, nem diamantes vão ajudar/
se não for pelo esforço, pelo povo, por nós, pelos outros/
chegou a nossa vez de brilhar/
mas eu não falo de bling-bling, esse brilho é excusado, see/
Com a pele escura a História chama African/
e como um africano que pode they call me Afri-Can/
30 anos dão-me legitimidade pra falar sobre algumas verdades/
(então ouve só).
Desde sempre fui tratado como negro de primeira/
devido a privilégios e umas notas na carteira/
como se isso me definisse ou validasse uma segunda/
espécie de negros, os meus olhos só vêem uma/
È a guerra dos mundos or should i say raças/
quanto mais claro mais apanhas fezadas/
E não é só no teu e no meu País/
Pra quê a divisão se ´tamos a reconstruir?Diz/

Refrão:

Sou filho de àfrica, ya a Mãe dos negros ( boy)
e 500 anos depois eu tou de pé (han)
Sou filho de àfrica, ya a mãe dos negros (boy)
O nosso tempo chegou, é seguir em frente


Verse 2

Muitos chamam novos tempos, pra mim é só aurora/
o relógio fez o percurso e o ponteiro tá em Angola/
Mas o que fazer com est´oportunidade?/
Temos deixado passar ou pomos o pé na argola/
Africa é a Mãe e somos filhos desnaturados, comprados com a mesma promessa de a 500 anos
enquanto simulamos crescimento prós manos deixamos a porta aberta e outros vêem roubar-nos/
Com religião e mais promessas divinas/
Esquecemos nossos deuses em nome da bíblia/
Diz-me o que é que vais fazer cá/
Qual é o teu papel cá/
O sofrimento em África vem com amnésia/
É nossa vez de contribuir/
Dores passadas não nos valem de nada, bora construir/
e há mto mais aqui/
Não tenho jota nas iniciais mas eu faço easy hits/


Refrão
Track Name: Make U Mine [Feat Samp; Prod Rahiz]
Refrão:

Damani Van Dunem:

Eu quero-te, tu queres-me, queremo-nos, então bora lá/

Rahiz:

Girl i gotta make u mine, girl i gotta make u mine/
Girl u gotta be, girl u gotta be, girl u gotta be mine/

Rahiz:

Un sabé mas hoje em dia ta dificil confia nalguém
Mas dês kun cruza ma bô un ka crê mas ninguém
Porque un tôtxa mnininha k bô foi feit pa mim
E o kum sinti un ka krê pa tem fim


Chambz:

Bô txer entranham na nha corp
Tesão dun teb tud dia noite
Imaginá fazer amor ma bô
Tud nha vida… imaginá fazé amor ma bô 2x


Refrão

Damani Van Dunem

Gosto muito mais de mim mas dou-te uma chance/
brincadeira, dá-nos tu uma chance/
É que só nos vermos 2 vezes + curtirmos da dica só pode ser = a um romance/
Tens as medidas como gosto, tuas linhas do rosto, damn és tão bela e nem tens manias/
Tens um papo lá no ponto, curvas que deixam louco e com essa perna curta deve ser mentira/
Eu não vim cá jogar e que fique bem claro/
Players são todos mas eu fico no banco/
e tu perguntas se essas dicas são real/
eu sorrio e digo que sim/
Não vou enganar-te e prometer um amanha girl/
quero é viver este presente sem um amanha pois/
se pensarmos no amanhã isso rouba tempo
e de que vale o presente se não o aproveitamos/
Não tenho jeito pra palavras sou um poeta sonhador
um coxe pragmático, esquece ser pintor
erro em ser vaidoso então não dá pra ser actor/
e como não se usa a voz dos outros desisti de ser cantor/
E assim descobri não ter jeito pras artes/
mas se calhar é bem melhor pois posso ao vivo mostrar-te/
que só e apenas estas letras e palavras/
podem dizer-te tanto...I´ll make u mine/

Refrão
Track Name: Acto II [Prod Rahiz]
Verse 1

já não me revejo neste rap que vivo/
pra editar vai ser preciso um milagre e eu professo o ateísmo/
A exposição custou-me um preço alto/
so this time i guess is free music for ma people/
Eu vi-vos sad, lá no cubico/
peguei na pen pra levar-vos a disco/
mas ficaram baralhados/
o que voces chamam "comeback" i call it a sequel/
Por isso há BLU_RAY, a evolução do chamado DVD/
E eu inovei, recuso-me ser igual, o que canto prova isso/
Peguei em ti e pus-te logo nas costas/
no lugar da mochila que me orientava pra escola/
E há quem ainda ache insuficiente/
isto é a minha terapia e eu não faço pra agradar agentes/


Verse 2

Tive o primogénito em 2007/
o medidor da expectativa fazia bué beeps era muito stress/
amigos queriam ver/
aguardavam pelo parto que se antevia com interesse/
Alguns cambas não o entenderam à partida/
Eu sabia, mas sempre foi o meu estilo de rap/
E com o tempo fui recebendo mensagens/
de alguns dos rappers que só agora entendiam o que queria dizer/
Entretanto tinha o papão em bué de playlists/
a tuga tá a dever-me um galardão só por esse clip/
Em U.K. não, eles entendem quando há quality/
a Hip Hop Community escolheu-o em Manchester/
e foi em 2008 num Film Festival, e com muita pena bra/
por mais que tente what´s wrong with this picture cá?/
porquê não noticiar, o mano tá sa destacar e a mídia cá sa cagar/


verse 3

F- it, não me vou abaixo, fiz caipirão/
Lamentar não paga contas, at least aqui não/
yahhh, sou um maquinão/
V12, 1000 cavalos ng me pára i see now/
Vês hoje que impecílios só me poem em cima/
Dizem que o céu é o limite/
deve ser a perspectiva, sou mais alto qu´isso/
sonho mais alto que isso, pelo menos quando dreamo/
e quanto mais dificuldades, maior minha auto-estima/
Tantos foram os shows apinhados de bombeiros/
ainda dizem que as mulheres ouvem rap, warup Violet/
e quantas goupies nestes anos me abordaram/
com agendas ocultas pra melhorarem a sua imagem/
usaram amizades que na verdade até eram frágeis/
não me digam que a Política tá a tomar o rap/
é que é bom dizê-lo para todos que não sabem/
o rapper não é burro, o gajo só parece/
Track Name: Bom Dia (Uma Tarde Em Paz Parte II) [Feat Muzila, Prod Gringo]
Verse 1

Damani Van Dunem:

Acordo bem cedo e de manhã dou um beijo no espelho que devolve com a mesma alegria a simpatia/
E é um sim pra Tia, que quer minha boleia pras compras não há não pros cotas na nha familia/
Muito tempo a viver fora mas agora tou de volta/
o livro foi motivo, tá na hora da responsa/
a sociedade te cobra, querem que cases/
mas é preciso alguém e ter empatia/
Não é dificil te sentires separado/
dividido entre o pão, o trabalho e a música/
é que sem o pão música fica de lado/
encontrar o equilibrio parece-te surreal/
Mais uma tarde que vou em paz pró estúdio, gravo muito, depois do job tá mesmo a pedir/
Ponho a maquete na rua e o people morre, não tenho culpa, a Música é o álibi/


refrão:

Muzila:

Ear me out
Uma tarde em paz, uma tarde em paz


Verse 2

Damani Van Dunem:

É necessário um susto de morte pra se viver a vida?/
e quando de facto ocorre é um renovar da vida?/
muitos anos no escuro/
deram-me "know how" pra apreciar a luz que me ilumina/
A música ensinou-me a desviar-me de preconceitos/
se fores mau artista vou amar-te do mesmo jeito/
porque nem todos podem ser bons/
o espelho ao acordar é o meu maior confidente/
Vaidade é um pecado segundo diz quem acredita/
e primeiro estão os valores que nos levam ao caminho certo/
como o amor pela família/
não há nada tão importante neste traiçoeiro beco/
Mas o que sei eu, sou um grão nesta praia grande/
se não me quiseres ouvir é só premires no pause/
ou então parares a música/
mas vais ficar na dúvida e eu falava a verdade/


Refrão


Bridge:

Eu quero peace yo, e o que puderes de amor/
o que puderes de ti é o suficiente pra nós/
Eu quero peace yo, e o que puderes de amor/
só um bocado de ti faz um mundo melhor/


Refrao
Track Name: Falam, Falam [Feat & Prod Rahiz]
Refrão:

Celso OPP: Komekie, Van-Dunem, achas o nosso som wack?
Damani Van Dunem: Não, D, aqui o niggaz é que não são phats
Celso OPP: they don´t wanna show us no love
Damani Van Dunem: e querem o nosso respect?
Celso OPP:Fuck That
Damani Van Dunem: Yeah, yeah, we one the best
Celso OPP: Devemos lhes dar atenção?
Damani Van Dunem: Não, eu acho que não
Celso OPP: Tens a certeza que não?
Damani Van Dunem: Yeah, eu acho que não
Celso OPP: Então porquê?
Damani Van Dunem: Dizem ser primeira divisão mas street é honra
e por honra não largo nha divisão.


Verse 1

Celso OPP:

Querem dar uma de cultos mas passam cheque de otários/
Hip-Hop já não é rua, é um nerd em frente ao dicionário/
Rappers já não falam da street, instruídos num seminário/
que se chama " gravará o álbum quem chupar primeiro"/
Representar a minoria virou plano secundário/
mc´s só querem mostrar quem tem ou quem não tem o primário/
O Governo ja ouve rap nas campanhas lá do bairro/
é demais e os tais que dizem ser os reais são softs/
e o Sócrates manda-os props/
juntamente com a assembleia pois quem pode não os fode/
Rappers falam de ditadores com tanta convicção/
mas nenhum vai a TV e chama o Sócrates de cabrão/
Afinal qual é o papel meus bebés/
se não encaram os problemas que estão mesmo debaixo dos nossos pés/
Não sou revolucionário, eu sou é muito fiel/
quero lá saber de outra política se o meu governo é cruel/
quero lá saber de ser vedeta se não tenho papel/
Hip-Hop aqui não tem a origem, anda de carrossel/
Anda a volta como esses mcs andam com a sua letra/
falam, tanto, tanto, haja tinta pra tanta caneta/
O ouvido do povo não é lixo nem a mente o contentor/
o povo quer é ouvir alguém a expressar a sua dor/
Mc´s oriundos de Àfrica esquecendo sua cultura/
falando de problemas dum povo que não os atura/
Mostrando que é mais esperto, mas só perante o preto/
dando dicas de Doutor, mas não passando de um negro/
Afinal quem é o pai que por ele faz o filho/
muitos fugiram de casa mas não perderam o trilho/
Se o hip-Hop está na rua e não cumpre o seu dever/
digam lá o que disserem o meu povo ainda está a sofrer/
Por quê que o pobre só se mostra para o pobre?/
Por quê que o mc na tuga quer dar uma de nobre?/
e o seu povo é humilhado com palavras que não percebe/
mc´s associados e nem têm uma sede/


Refrao


Verse 2

Damani Van Dunem:

Falar da realidade que não conheces é importação/
falas bué nas letras mas o que nos importa é acção/
Não, não és o melhor aqui, não/
Então, fecha a boca e presta atenção/
Tuas dicas tão malaikes, contrairam a febre aftosa/
se achas que o rap é a merda que fazes, tás cego, acorda/
Achas que o mic é um brinquedo que te vai dar fame/
despachas letras cedo pra dizeres que também tens/
Aclamas ser o tecto mas temes o nosso name/
pois não passas dum escravo cego perdido no rap game/
Nigga, fuck u, quem pensas que governa, tu?
Quem pensas que tem o maior tempo da antena, a tua crew?
ou achas que no rap game não há lider nenhum/
Deves sniffar cocaine, troféus temos mais que um/
Tuas empríricas palavras, completam a tua lírica parva/
és uma cínica parva, nem sequer tas acima do nada/
Dizes que és bom porque escreves desde 74/
metes-te dentro do quarto, passas o século intacto/
tentando plax, de facto/
não sei se é por acaso/
que quando sais exibes o teu completo fracasso/


Refrao
Track Name: Iluminado [Feat & Prod Rahiz]
VERSE 1

Damani Van Dunem:

Por vezes acho que passo demasiado tempo comigo/
Até numa sala cheia consigo tar sozinho/
Porque o mundo não o oiço /
Tou rodeado de pseudos que dizem saber qual é o meu caminho (Naah)/
Penso em álcool e quase navego noutra realidade/
mas mágoas sabem nadar, é uma coisa doida, sabes?/
então embriago-me num EU que me é familiar/
afogo-me em pensamentos, depressivo olhar/
Perdi melhor amigo anos tinha eu 7/
e um outro grande amigo se foi anos mais 7/
Contava perder mais 1 aos 21, talvez houvesse algum jejum/
fatalidade bateu ano mais cedo/
E por mais que tentes não há como estares preparado/
a morte dá-te uma vida e não estás preparado/
E se vim cá parar por acidente
vou escapar, sou um sobrevivente, Rusty/


Refrão:

Celso OPP

Dzem sun tava li nhas gente, Sun ka tá gostá desse movimente
Sun tá pode voá Sun ta pode voa…x2


VERSE 2

Damani Van Dunem:

Desembaraço-me do marasmo e só me permito chegar alto/
e com um metro e setenta e pouco a vida obriga-me a usar saltos/
ou és muito forte ou tens morte no apelido
ainda assim não me vais parar, sou um Van-Dúnem de Carvalho/
Salpicos de vida percorrem e animam-me o corpo/
a minha mente se reaviva e já não me acham louco/
Consigo ter pensamentos puros mesmo rodeado de sujeira
custou-me tanto que mereço o troco/
E nesta corrida não ganha quem lá chegar primeiro
melhor é seres o tipo que chegou mas fez o percurso todo/
porque a experiência sim dá algum juizo
digamos que 31 é um número até generoso/
Mas conto sempre com os altos e baixos, low rider/
só ter 17 e já tar de amarelo, Drew Bynum/
Seja como quiseres pô-la, i´ma fast rolla
este puto from Angola é iluminado/

Refrão
Track Name: O Meu Belo Guia [Prod Gringo]
Verse 1

Edson Nhamuxando, once again brotha, thanx pelo beat/
é a magia que tu crias que me ajuda a fluir/
È a altura apropriada/
pra dar a conhecer alguns fatos que motivaram o Damani a tar aqui/
Desde já invoco a memória do Bruno Zivane/
foi o primeiro a acreditar que eu podia rappar/
Mesmo tando anos-luz a frente/
mesmo assim deu voto de confiança ao comum dos mortais/
E agora vejam onde estou hoje/
em Lisboa e no Porto dão-me só love/
Nunca vi o céu o meu limite/
porque se assim fosse não teria feito metade do que fiz/
Nandele, Dito, Diado e Dogg Pound Gangstaz/
estamos separados, cada um a bumbar nas cenas/
Tou aqui sempre com vocês/
Maputo, ano de 94, vocês puseram-me no Rap/

Refrão:

Listen
Cada um de vós jogou o seu papel
Se eu sou o que sou vocês têm muito a ver
e prometo sempre trazer a minha música
Listen

Verse 2

Zé Miguel, Damedi8r, Mozz Squad forever/
muita gente a criticar, brotha faz a tua cena/
Tivemos nossas brigas mas claro we cool/
pois não há nada que a amizade não cure/
Dos que mais puxavam pelo tal era o Mauro Salia/
havia muito potencial e isso o gajo sabia/
E o tal é o Joni Cash/
saber ouvir é uma virtude e é por isso que o bra some e segue/
E foi a GPro que levou-me aos palcos/
a adrenalina deu-me moral e já não me calo/
E o parceiro do jogo do Rap era o Èbano/
se quiseres faz rewind na tape, já chega não?/
Só tenho pena que não há já/
mais disto, Mozz 2K ou Mozz Squad/
Depois de ter ouvido o versículo 13 eu pensei que pudesses voltar mas não/

Refrão

Verse 3

E com a produção da SameBlood ou dos manos Victorino/
o primeiro original "TNT" foi o hino/
O Denny e o Carlos no single/
mas verdade seja dita, o Danilo brilhou sozinho/
A lista tá incompleta sem a Lidia Juísse/
a fé que depositava ultrapassa limites/
Joana e Ana Ferreira, mera coincidência/
não se acanhavam em fazerem-se ouvir/
Nizz, fecha os olhos e acredita no teu sonho/
és boa o suficiente pra escrita de tar trocos/
Yupi e Tony que me levavam pra Shows/
e eu levava o Iruano, grandes actuações/
Crewcial quando eu no Porto lá sozinho/
O Jimmy chama-me o melhor, já retribuo o teu carinho/
Façam juízo mas é esta a verdade/
e um big up pro meu afilhado, o Nuno Andrade/

Refrão